terça-feira, 15 de outubro de 2013

ANÁLISE - Outlast


Essa e outras matérias você pode conferir no Blog "The Game Diary" clicando abaixo


É um prazer falar sobre Survival Horror aqui nesse blog



Então vamos lá: A equipe que produziu o jogo é bem conhecida na indústria de games de sucesso. A Red Barrel's trouxe ao mundo dos games um dos jogos mais polêmicos atualmente aqui no Brasil, Assassin's Creed, além de Splinter Cell e Prince of Persia. Com grande emoção Outlast pode te fazer tremer nas estruturas, e com certeza você vai ter medo de jogá-lo.

Mount Massive Asylum
História: O enredo se passa em um hospício abandonado que depois fora reaberto pela Murkoff Corporation, e estava funcionando em segredo, o chamado, Mount Massive Asylum, onde vários fenômenos estranhos estão acontecendo. Como sempre um jornalista investigativo com sede de uma matéria de destaque (relembrando a bonitona Madison Page em Heavy Rain), se aventura para descobrir um pouco mais detalhadamente sobre o assunto.  O local dos incidentes situava em Mount Massive, entre as montanhas do Colorado. Miles Upshur, chega ao local para iniciar sua pesquisa, com apenas uma câmera e um bloco de anotações. Ao entrar no Asylum Miles começa a sentir calafrios, afinal o lugar está escuro e sem nenhuma alma viva circulando de modo normal por ali. No entanto logo será preciso correr de alguns inimigos, isso mesmo, correr. 

Os inimigos que você irá encontrar no jogo não são pessoas comuns, mas também não são criaturas de outro mundo. Os inimigos são psicopatas meu amigo, sim daqueles que querem arrancar sua cabeça, seus braços, e seus genitais para guardar de troféu em casa. Doentes mentais, psicopatas, degenerados e muitos mortos farão parte de suas anotações.


Comentário: O jogo possui alguns clichês, coisas que você já está até preparado para enfrentar. Mas mesmo assim vai levar sustos, e terá muito medo. Você não possui inventário e nem fica muito com os itens na mão, é pegar e usar. A filmadora será sua principal sua companheira, por vezes ela irá te ajudar nas partes escuras do jogo. As baterias acabam meio rápido caso use frequentemente, então é preciso que procure outras para carregar sua câmera. 

Como todo bom jornalista você terá um bloco de anotações e uma caneta, lembrando que sua principal função ali é documentar tudo que você vê afinal para uma boa reportagem será necessário bons arquivos. Grande parte do mistério você descobrirá lendo os relatórios que irá encontrar durante o game, é interessante parar e dar uma lida no que está dizendo (indicado para muitos jogadores que gostam de descobrir a história do jogo a fundo).  Já a trilha sonora te faz sentir aquele frio na espinha, nessa hora é que você sabe que o perigo se aproxima. (Vários games ganharam e muito na questão audiovisual, efeitos que conseguiram deixar a moçada com medo de dormir, tendo pesadelos por dias a fio com os sons macabros ecoados de jogos como Silent Hill, Resident Evil, Dead Space, F.E.A.R, Fatal Frame, entre outros jogos. A campanha do jogo dura apenas 4 horas, porém de muita tensão e dor nas costas.

Informações do jogo: Outlast é um jogo de ação, desenvolvido e distribuído pela Red Barrel's, lançado em 04 de setembro de 2013, está disponível para PC e futuramente para PS4 de acordo com algumas previsões.


Pontos positivos: efeitos e texturas bem realistas, um gráfico bonito e sangrento. Uma galeria de sons aterrorizantes e uma boa movimentação de câmera.

Pontos negativos: poucos puzzles, apesar dos sustos algumas coisas são previsíveis como esperar a música passar para o perseguidor ir embora. Além disso com o tempo fica muito fácil saber como se livrar do inimigo.

Nós fizemos uma entrevista com um jogador sobre o que ele achou do game confere aí?

TGD: Qual foi sua sensação em jogar Outlast?
João Burini: Em comparação com o primeiro Amnesia, ele é menos tenso de atmosfera por ser tudo mais escrachado igual um terror B (pedaços de gente por todo lado e coisas do tipo), e aposta mais em susto, conseguiu me assustar uma vez enquanto Amnesia não conseguiu nenhuma.

TGD: Acha que Outlast foi um dos games mais assustadores desse ano?
João Burini: Só tenho o começo do Machine For Pigs pra comparar desse ano, e continua a mesma coisa que o primeiro Amnesia, são tipos diferentes de assustadores, Outlast vai mais por susto do que por atmosfera pesada.

TGD: Diga aí algumas dicas para quem quer jogar.
João Burini: luzes apagadas, som alto e não precisa de preocupação com as pilhas da câmera, passei boa parte andando no escuro pra economizar, mas da metade pra frente sempre tinha que acabar gastando pra poder pegar pilhas novas com o estoque cheio.

Dica do TDG: Você encontra Outlast no Steam por R$ 34,99, valorzinho supimpa.  (Atualizado – 28/09/2013)